Quem sabe amanhã acontece algo bom, algo diferente.

(Fonte: amantedel-e, via let-l0ve-rule)

Lá no fundo ecoa.

Lá no fundo, estou sem tomar meus remédios, minha ansiedade bate forte.
Lá no interno estou surtando, meu TOC transborda loucura.
Lá na multidão, vejo centenas de rostos pintados de vermelho e verde.
Eles dizem e sorriem, mas não escuto, estou a um passo de algo trágico.
Uma sombra vem a mim…
Ao fundo um cântico ecoa assim: Somos os derrotados desta Era, somos os rostos apagados.
Somos o medo, somos a verdade. 
Quem somos? 
Somos os ser humanos do século 21.